Mostrando postagens com marcador texto. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador texto. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, fevereiro 02, 2017

A odisséia do mar

Leia ouvindo armandinho - Casinha

Resultado de imagem para gif tumblr demi lovato
Google Imagens Toda Teen 



Recentemente li uma notícia sobre estudos comprovarem que quem mora perto do mar vive mais feliz. A questão é ? Você só é feliz ao mar?

As pessoas confundem simplicidade com felicidade e viver de forma simples na beira do mar pode ser aconchegante pra felicidade. Essa frase talvez tenha soado de forma confusa na cabeça de vocês, mas o que eu quero dizer é: você é feliz no lugar que você viver, ou o lugar que você vive te faz feliz? 

Expressar a felicidade não está somente em expressá-la através de uma viagem. Por exemplo, um fotógrafo capta movimentos em uma imagem, ou um poeta expressa-se pelas estrofes que compõe, assim como um músico canta as estrofes compostas por Drummond... 

No decorrer dos anos as pessoas se esquecem de ser feliz e tentam mostrar pra todo mundo o tempo todo que ser feliz tem que ser perto do mar ou como no século XXI, perto do dinheiro. Se dinheiro trás felicidade porque não ser feliz sozinho na beirada do mar? 

O problema não é o mar, ou não é o dinheiro. O problema é que as pessoas não se interessam por si próprias, não apreciam a sua cia e assim, entram numa eterna bola de neve pra fazer o melhor que pode e fingir que é feliz. 

Felicidade é chegar em casa com a consciência limpa e dizer que está feliz por mais um dia, ou mesmo que não tenha tido um bom dia, ele se esforçou para que fosse um. Felicidade é fazer o bem pra si próprio, não importa em que galáxia, porque fazendo o bem pra se próprio trás algo que morando em qualquer lugar infeliz não trás: freedom !!!! O mar é o complemento da felicidade, assim como as pessoas que você gosta frequentam sua vida. Fazer o bem pra si próprio é fazer o bem ao próximo.




Resultado de imagem para gif tumblr mar

quarta-feira, novembro 23, 2016

Ame sua rotina assim como amas a si mesmo



YEEEEEEEEEEEAY Xenteeeeeeeeeee !!!!! Como vão vocês, tudo bem ?

 Hoje eu vim aqui falar um pouco da minha rotina pra vocês. Meu último post foi no início de novembro, e eu dei uma abandonada no blog por causa da rotina que estava me corroendo.

A culpa não era da faculdade, ou da falta de tempo pra tomar uma cervejinha sexta à noite em família ou com os amigos...

É um assunto pouco comentado. Na verdade eu já vi blogueiras comentando sobre rotina como se fosse uma coisa que fosse fácil de ser amada, mas a gente sabe que nem sempre é um mar de rosas assim.

Em primeiro lugar amo meu curso, amo minha faculdade, meus amigos ao meu redor, mas às vezes na vida, a gente precisa de espaço e no Direito você não acha esse espaço assim tão facilmente. Por que? Na minha faculdade a média é 70,0 e zera tudo nas provas finais. É fácil ? Não, não é. Eu tinha dificuldade de entender porque eu ainda não tinha me resolvido em uma profissão (aos 21 anos todo mundo já sabe o que quer fazer) ou se eu estava fazendo porque eu amava ou por agradar meus pais com o título de "doutor" que a gente recebe na frente do nome. Minhas notas não estavam boas, apesar do resultado e meu psicológico completamente perturbado e se eu fiz terapia? Claro que não hahahah, acreditava que isso era uma coisa que eu tinha que me descobrir e assim foi... Não me vejo fazendo outra coisa. Sonho com esse diploma desde novinha e apesar das dificuldades a área que eu mais gosto é a mais concorrida e aí, aí sim eu vou ter que entender que nem sempre apesar do meu esforço vai ser o resultado esperado. Eu me sinto hoje realizada. Um mês pra se Deus quiser ser meia advogada e apesar de cada aperto uma hora vai se estabilizar.

O que muita gente que fez vestibular não entende é que não adianta você fazer Medicina se você tem vocação pra Publicidade... Você  precisa se encontrar e isso ninguém vai poder fazer por você.

Encaixar na rotina um tempo pra acompanhar o futebol, ver suas séries e fazer a unha pode ser o suficiente para que você esqueça do mundo.
Resultado de imagem para girl in camp tumblr
Inspiração Pinterest
Eu odiava cozinhar. Tenho buscado meios de fazer com que minha rotina tenha umas horinhas para mim. A primeira coisa foi entrar na academia. Claramente nessa reta final eu tranquei a matrícula. Mas encontrar um esporte que você goste ajudar a não pensar. Eu detesto puxar ferro, tanto de perna quanto de braço... Mas gosto de correr na esteira e bater recordes, o que me fez querer bater meus recordes na faculdade.

Eu odeio cozinhar, sou uma negação em quase tudo que tentava fazer, mas cozinhar com uma playlist legal pode ser terapêutico.

Eu a-m-o clássicos do futebol. Não gosto de perder jogos do meu time (sou Flamenguista) ou alguns clássicos: cru x atlético, por exemplo, brasil e argentina quando tem eliminatória pra copa. Me dei o direito de assistir a esses jogos junto com a minha cervejinha quando possível e isso você tem que entender que não há mal algum.

Depressão é uma doença do século XXI, porque as pessoas estão acostumadas ao nada.

Saia da sua zona de conforto. Você não conseguirá nada sem sair dela e como diz o ditado: "se tá fácil, tá errado."

terça-feira, novembro 01, 2016

E com novembro veio a saudade

Resultado de imagem para ventania tumblr
Inspiração Tumbrl

Inicie novembro e leia o texto ouvindo: Somos quem podemos ser - Engenheiros do Hawaii 

Tem mês que dá saudade. Novembro chegou e me dei conta que hoje faz quase um ano sem você. É que as vezes a gente se dá conta de que a vida é duradoura pra uns, mas pra outros passa e acaba sem ter um porquê. 

Não foi um sonho, e dói quando a gente se dá conta disso. Dói tanto que a gente se pergunta porque não aproveitou aquela pessoa... Sentir saudade é sentir que o tempo voou, voou e a vida passou.  A rima não é muito boa, mas a questão é que a vida passou e você se questiona se a sua vida tem valido apena. É como se o vento tivesse errado o tiro ao alvo e acertado outra direção.

Quero que novembro leve essa saudade embora. Não que eu não tenha sentido em dias anteriores. Sinto falta todos os dias, desde janeiro até outubro. E nessas datas comemorativas que costumam ser piores ? Ou pelo menos é o que todo mundo diz.

A primeira perda de alguém não é a pior. A cada pessoa que a vida leva dói como se fosse a primeira. E não, a gente não se acostuma.  É impossível se acostumar com perdas.

O tempo... Esse sim é o maior culpado pelas pessoas que ficam e pelas pessoas que vão. E assim, a gente torce para as que se vão que estejam bem e a cada conquista você diz baixinho; "obrigada", porque sem essa forcinha não seria possível.

Que venha novembro, que venha paz, que venha amor nesse mês que inicia o fim do ano e que daqui a 61 dias, o novo capítulo tenha mais sorte, menos dor e cada vez mais amor...

"Somos quem podemos ser, sonhos que podemos ter."








  • Confira as parcerias

  1. Rossana Cantarelli, autora do Apenas Respire, clique aqui
  2. Nossa parceiríssima Débora, do Estante da Déh , clique aqui
  3. E a nossa blogueira Tassi, do Epifania nos Livros, clique aqui e aqui

segunda-feira, outubro 31, 2016

Relacionamentos abusivos e ansiedade




Resultado de imagem para pessoa isolada tumblr
Reprodução Tumbrl

Leia ouvindo Ed Sheeran - Thinking out loud




Eu estava no primeiro ano quando fui diagnosticada com síndrome do pânico. Primeiro ano do ensino médio é uma das piores fases pra todo mundo desde que eu me lembre... Sofrer de ansiedade era o que eu menos precisava naquele período, afinal eu precisava mesmo era recuperar minhas notas em física e mostrar que eu era completamente normal.

Isso não é hereditário e você não precisa ter vergonha.

Pessoas que não sabem lidar com a ansiedade, acabam tendo uma percepção do mundo cada vez maior, mesmo quando não acham que isso acontece. Eu prefiro ter um tempo só pra mim, por exemplo, do que ter um namorado enjoado no meu pé naquela doença monótona de namoro abusivo. É meio contraditório até, sendo que um dos nossos maiores medos é perder quem amamos.

Dia desses, saiu um teste na página fãs da psicanalise que foi divulgada na fã page do Catraca Livre no Facebook, sobre qual o seu maior medo. Pessoas tem medo de palhaços, acidentes, fogo, água. Quem sofre de ansiedade não sabe lidar com perdas.

Antes de escrever esse post eu estava pensando que algumas vezes a gente se sente mal por não poder falar com ninguém sobre aquilo que atinge no mais profundo sentimento e isso inclui o psicólogo. Quando eu era mais nova, eu sempre quis entender porque raios uma pessoa ia querer entender porque eu não dormia a noite e queria me ajudar. Eu nunca quis que ninguém soubesse porque, quem sofre desses transtornos estão sempre rodeadas de pessoas que amam e que no final por um medo bobo, cismam que você não será a mesma se elas soubessem. Bipolaridade e essas síndromes acontecem sem que nós possamos perceber. É algo involuntário e quem tem, luta contra isso todos os dias. Eu sei que você se sente sozinha, que acha que seu quarto com seus livros e a playlist mais tocadas do seu music player no último volume consegue ser melhor do que numa roda de bar com uma dúzia de amigos da faculdades. Ou ainda que você escrevendo em seu diário de cabeceira com seus segredos mais profundos transformados em crônicas ou poesias possa ser melhor do que o dinheiro que você gasta com 50 minutos de consulta com uma profissional da área.

Se você quer saber... Todos nós precisamos de terapia. Não por causa de problemas de relacionamentos. Mas terapia abre a mente e a alma no seu mais profundo pensar e assim, você começa a enxergar as coisas de outras forma.

Eu só queria dizer que você não está sozinha e que a vida por mais estranha que pareça dá suas reviravoltas e que quando você menos perceber, esses problemas enfrentados, serão apenas algumas histórias pra contar da sua adolescência e que no final... o seu mundo passa ser o melhor lugar da sua mente sem medo. Sem medo de contar, ou ser feliz.

Xoxo,
Até a próxima

  • Sigam os parceiros:

Rossana Cantarelli, autora do Apenas Respire, clique aqui
Nossa parceiríssima Débora, do Estante da Déh , clique aqui
E a nossa blogueira Tassi, do Epifania nos Livros, clique aqui e aqui


quarta-feira, setembro 28, 2016

A você quem vai chegar








Fotografias Poeticas:
Reprodução Pinterest


Há algumas semanas venho procurando as palavras exatas para tudo que vem acontecendo comigo. Gente negativa atrai negatividade e quando você se aproxima de pessoas positivas e de bem tudo começa a fluir. É aquela típica frase: “quando você deseja o bem, o bem te deseja também.”

Eu não sei como funciona esse negócio de vento que sopram a nosso favor. Na verdade no momento nada vem fluindo, mas nada me aflige também.

Há algumas horas escutei uma frase que me fez pensar em tudo que me aconteceu no mês de setembro. Tanto de datas de pessoas que já foram dessa para melhor e de pessoas que deixaram meu círculo, de amores que se foram e de pessoas que entraram de forma repentina: “ Deus empresta as pessoas pra gente, empresta para que a gente possa aprender coisas com elas e depois toma elas de volta.”
Perdoar... Um ato que faz bem para quem perdoa. Perdoar não significa esquecer, significa se libertar de algo que não faz bem, e algumas vezes te impede de seguir em frente. Por isso perdoe... mas não esqueça, apenas liberte-se!:
Reprodução Pinterest


Eu me decepcionei com pessoas que pensei jamais me decepcionar e foi como um baque porque foi tanto com amigos quanto com quem não era... mas ao mesmo tempo eu analiso o que vem acontecendo depois e só consigo agradecer. Agradecer por ser forte, agradecer por quem tá nessa comigo e por quem vai chegar. Eu acredito que quando a gente quer muito uma coisa, essa coisa acaba acontecendo. E eu tenho uma fé enorme. Não sei de onde ela vem se vocês querem saber, só que quando ela vem ela me faz pensar e ser feliz, feliz por ser quem sou e por todos os meus erros que viraram acertos. É confuso né? Mas a vida é essa enorme confusão de entra e sai, a gente só percebe meio tarde.


Gratidão. Agradeçam sempre, porque quanto mais a gente agradece, mais graça aparece. E aos solitários não se aflijam: Deus não demora, Ele capricha.



Xoxo, 
Até a próxima meus amores

Sigam os parceiros: 

Rossana Cantarelli, autora do Apenas Respire, clique aqui
Nossa parceiríssima Débora, do Estante da Déh , clique aqui
E a nossa blogueira Tassi, do Epifania nos Livros, clique aqui e aqui

E é claro, não se esqueçam do cadastro ali no canto da página. :* 

terça-feira, março 08, 2016

Seja a mulher da sua vida

Tem engenheira, seja mecânica, civil ou de petróleo. Tem aquela que é médica, ou que é dentista. Aquela que é polícia ou que é secretária. Há aquelas responsáveis por limpar a casa das pessoas, aquelas que cuidam dos filhos. Foi num dia tão distante há uns séculos atrás onde centenas dessas pessoas do mesmo gênero foram queimadas numa fábrica.

Há as de salto alto fino, as de maquiagem. Há as de chinelo de dedo e short curto. Há as de all star e saia. Há quem diga que não tem que dar o respeito pela roupa que vestem. Há aquelas que não curtem batom vermelho. Há aquelas que ensinam. Há as que são filhas, cozinheiras, arrumadeiras, avós, babás, mães. Há aquelas que só sonham.

Há aquelas que lutam pelos seus direitos porque estão cansadas de serem tratadas com inferioridade ao sexo oposto. Há aquelas que sorriem quando vêem o sorriso da criança depois de um dia cansativo de luta. Aquelas que vão sim para o tanque, mas não por uma obrigação machista, mas porque é a dona da casa. Há aquelas que fazem três ou quatro coisas ao mesmo tempo. Há aquelas que vêem esperança.

Há aquelas que sabem do seu valor ou aquelas que preferem esconder seu valor. Por de trás da cara de durona, há um coração mole que quer lutar pelos direitos que deveriam ser iguais. Há quem diga que mulher que xinga é feio. Mas há aquelas que só conseguem extravasar o estresse do dia por meio desse ato. Há aqueles que só gostam de julgar. Esqueçam esse. Seja a mulher da sua vida antes de ser parte de outra vida. Seja quem você quiser ser.



Feliz dia 08/03, mas não se esqueçam: dia da mulher é todos os dias.

quarta-feira, fevereiro 10, 2016

Não precisamos encontrar a nossa metade

A questão não é achar a metade da laranja. Fala sério. Por vezes acreditei que o problema é comigo, mas pera lá amigo, eu não posso ser inteira? Me arrumar pra ME achar bonita? A gente não precisa se por pra escanteio quando se sente segura. A questão é não ter um calcanhar de Aquiles e ser sempre assim. O mundo dá voltas e não vou dar aquele velho discurso que quem banca a desapegada gosta de fazer. Na verdade, eu não sou NA-DA desapegada, tão pouco alguém é. Por isso estamos sempre em busca do amor.

Algumas vezes é necessário tomar um rumo na vida pra se sentir inteira novamente. Pra quê encontrar a metade da laranja? Ou cara metade? Isso tudo já está dentro de você. Se amar mais, se arrumar mais e ter sempre aquele ponto em você que você se sente bem quando tá arrumada. Se amar sem estar arrumada.

Colorir a vida é importante para que nela você possa usar tons de laranja com verde-bandeira sem ter medo do que as pessoas vão falar. Falando em bandeira... Não há mal nenhum em demonstrar interesse para quem você está afim. O máximo que você vá ganhar é experiência. Experiência por estar em busca do complemento da sua felicidade. E como diz a Dory de Procurando Nemo: "continue a nadar" ou então "siga em frente, em linha reta e não procure o que perder." Porque quem ama a você vai estar sempre ao seu lado até quando não merecer. Quem vem tem minha confiança, quem não vem um abraço.

Porque estar bem consigo mesma é olhar pra trás e ver que você já fez o que podia e que não adiantaria nada mais... Nenhuma tentativa. O que o destino pois na sua mão, pois pra te dar uma lição. Então levanta essa cabeça, veja o que há dentro de você e aprenda rápido o "dever de casa" para que não seja repetido.

Até a próxima! 



quinta-feira, janeiro 21, 2016

A última folha do outono

Me levanto da cama por alguns motivos. Posso enumerar alguns colocando em primeiro lugar a esperança de que nesse dia que começa possa ser um dia melhor que o de ontem e tudo possa ser diferente. Mas não dá pra ser tão otimista assim. Vai ter um dia, em uma dessas voltas do mundo que chega o outono e nem todos os anos o outono pode ser o mesmo.

Precisamos estar sempre preparados pra um era uma vez que pode não ter um final feliz pra quem assiste, mas talvez um feliz pra quem atua. A morte é calma... Tranquila. A alma descansa serena esperando o que vai acontecer daqui pra frente. 

É como se com aquela pessoa que se foi junto com as folhas do outono, nosso mundo desabasse, as lembranças aparecessem como num filme que no final não deu certo. Você precisa se despedir. Se despedir de algum jeito, mesmo que não seja real. Mesmo que te doa. Você precisa.

Uma idade um tanto quanto pesada, o cansaço nos consome, o corpo já não reage aos seus comandos. Você espera o melhor sinal pra dizer o adeus pra todos e quando os sinais terminam, você percebe que os interpretou de maneira errada. Os sinais acabaram, o outono se foi e o verão jamais chegou. Nunca pode ser dito ou demonstrado o quão era grande seu carinho e seu amor. É nesse levantar que os dias se passam e o ciclo continua. Não há como continuar esse ciclo sem dizer um "adeus".

Não há uma carta sem um "olá" e sem um "até logo", eu gostaria de deixar registrado nessas linhas as lembranças das conversas de nomes de parentes que nunca conheci. De passar no corredor e ver a almofadinha no sofá, de ver você gritando pra ouvir a gente falar. Dos natais, dos dias em que comemoramos os aniversários triplos com você. Um obrigada por ensinar que é possível mudar e ser perdoado mesmo que talvez nem mereçamos isso. Obrigada por mostrar que sempre há uma segunda chance. E nesse adeus eu me despeço com o coração partido e a cada gramado e nascer do dia, a vida segue em frente e se desfaz como cada estrela e a cada pensamento, pensamento vai em você. 


quarta-feira, outubro 14, 2015

Lua nova

Eu não sei se vocês sabem, mas mudamos a fase da lua nesse fim de semana. Lua nova significa mudança de hábito. É uma excelente hora pra mudar e isso inclui tanto no visu quanto em relacionamentos.

Desapegar pode parecer o fim do mundo, mas quando você se da por si, percebe uma sensação de alívio e acalma a alma.

Aquela clichê frase de: "a vingança nunca é plena mata a alma e envenena" pode parecer bobagem quando você nunca passou perto do significado. Aproveitar a Lua Nova pra fazer algo de positivo pra si como pintar o cabelo ou algo parecido, com intuito de aumentar o ego, pode ser sensacional nessa fase lunar. A lua indica a fase das reações do corpo e mudar é preciso.


sábado, abril 18, 2015

Conjugando o verbo amar

Eu gostaria de deixar algumas coisas bem claras sobre amor.

Em primeiro lugar, a terceira conjugação do presente do indicativo do verbo: "nós amamos". Refletindo sobre a conjugação você percebe que, cara, o amor existe. E eu não tô falando de um amor qualquer. Falar "nós amamos" ou falar "eu amei" do pretérito perfeito, é muito fácil, quando a conversa na mesa de um bar é fácil, a música flui e você esquece de todo o resto.

É como comparar um sorriso com um arco-íris numa tarde ensolarada depois daquela chuvinha ou como dizem, sol com chuva: casamento de viúva. Eu nunca entendi muito bem esse ditado, mas isso não interfere muito no que eu tenho pra dizer.


Minha linha de raciocínio pode parecer meio complexa no ponto de vista da maioria é que eu tenho dificuldade de me expressar sobre esse assunto. Desculpem o pequeno desabafo emocional, mas não me levem tão à sério. Prometo tentar ir direto ao ponto.

O arco-íris comparado com o sorriso é tipo uma luz num dia nublado ou numa noite sombria. Acontece que uma tempestade pode durar por meses ou anos ou séculos e sim, você pode desviá-la por um tempo. A questão é você se permitir e não, não é um paralelo a música do Lulu Santos. O que quero dizer é pra correr sempre com esperança, mas nunca esperando por nada. É como correr contra o vento sabendo que ele pode carrega-lo. Não perder a esperança, é como não deixar passar nenhum detalhe. Não perca-a meu amigo. Ninguém tira a esperança de você, você acaba desviando dela no meio do caminho em meio as tempestades.


segunda-feira, março 23, 2015

Trevo de quatro folhas

Já sentiu como se o vento soprasse a seu favor? Como se toda noite, seu desejo de que é pra tudo dar certo está sendo realizado? Quando você cruza os dedos e reza bem baixinho pra só você saber do que se trata e o desejo realiza?

Você não precisa ter um trevo de quatro folhas pra isso ou qualquer outro amoleto da sorte. Você não precisa gostar de signos ou entender astrologia pra acreditar que tudo dará certo. O ponto é você gostar de você. 

É como se para acontecer só você precisa acreditar que é verdade que o seu desejo já realizou e tudo mais. Olha, eu sei que você ainda acredita em destino, dados ou cartas de cartomante, mas sabe de uma coisa? É você quem faz seu próprio destino. É você quem vai estar de pé quando tudo desabar por uma escolha que a vida irônicamente te mostra errada e é você quem vai falar do bem e o mal, porque você quem decide esses argumentos para sua vida.

Não, eu não tô aqui pra falar de algo que me aconteceu. Céu laranja em noites frias me dão certa ânsia de contar ao mundo sobre o que é certo e o que é errado. O frio me faz sentir que ainda sinto algo por dentro e eu acredito que já tenho mencionado algo a respeito.

Onde a única luz acesa é a do poste ou a do semáforo fazendo seu árduo papel no trânsito, as janelas se batem contra as cortinas num simples gesto de cumprimento que o outono chegou. Você deita sobre a faixa de pedestre e sente a brisa tocar em seu rosto quando abre os olhos, percebe que os ventos sopram a seu favor. 

sábado, fevereiro 07, 2015

De passagem

Algumas vezes paramos pra pensar sobre nosso passado. "A criança que você era teria orgulho de você hoje?" É uma pergunta simples, clichê, mas resolve muitos problemas psicológicos. Não que eu entenda de psicologia apesar de sentir grande atração pelo curso. Pensa só, que máximo entender a mente humana. Mas, isso não vem ao caso.

Quando temos três anos, nossa única preocupação é tentar descobrir porque a coleguinha de turma, não empresta tal coisa pra você e sim pra outra pessoa. É estranho demais, ver que anos depois você pode não ter orgulho de si mesma. É acontece. Desculpa se ninguém nunca disse que temos essa possibilidade. É mais estranho ainda quando você depois de um ano sozinha para pra pensar nessas coisas.

Eu tive os últimos dois dias mais incríveis do mundo e olha, quando a gente tá rodeada de pessoas do bem as coisas fluem na nossa mente. Talvez isso faça parte do estudo da psicologia. Mas, talvez seja isso né? A gente precisa de um tempo pra pensar. Depois de um ano morando numa cidade estranha, sozinha com a finalidade de obter sucesso em um futuro próximo, a gente pensa se é isso mesmo.

Ser humano é cometer erros, se apaixonar, chorar, sorrir (desculpa a bipolaridade), gritar, extravasar a dor em algo. O que não é ser humano, é não errar. É não tentar concertar os erros. Ficar, persistir e lutar. A mesma proporção de chances que você tem pra fazer tentar dar certo, é a mesma de dar errado como 8 ou 80. E não esqueça: ser humano é dar continuidade mesmo depois de um erro. Se for seu sonho é um obstáculo a ser concertado se não, veja como um sinal, pra tentar fazer diferente o que você fez de errado a vida inteira. Correr atrás, é um passo fundamental pra não desistir dos sonhos que almejamos afinal, a vida é curta demais pra persistimos em algo que não será orgulho no futuro.

sexta-feira, fevereiro 06, 2015

Sobre o recomeço

Todo mundo fica ansioso quando volta às aulas. Tem toda aquela expectativa de esse ano eu vou estudar, tirar as melhores notas da turma e passar no vestibular. Mas aí vem a pergunta: e quando isso não acontece? É meio estranho, mas é como aqueles votos no ano novo que sempre quebramos. Pra ser sincera, esse ano eu nem fiz.

Ano passado fiz alguns dos quais não deram certo e como todo mundo fala que o ano do brasileiro começa depois do carnaval é aí que eu digo que você se engana meu amigo(a). A maioria das pessoas já começam a "ralar" muito antes do carnaval. E como minhas aulas na faculdade começam dia nove de fevereiro farei alguns votos aqui à todos os estudantes: não deixem o tempo passar pra começar a se dedicar ao que você realmente gosta.

Sabe, eu nunca fui realmente muito católica, claro que eu sempre acreditei em Deus e respeito outras crenças, mas esses dias Deus me mostrou que meu caminho é o caminho certo pra mim. Então eu dou um conselho: se não foi do modo que você quis, é porque vem algo vindo por aí melhor do que você espera e olha, pra quem não crê, esse conselho também está sendo válido.

Então meu amigo(a), vá fundo rumo aos sonhos, que eles tornaram reais. Não tenha medo do recomeço, jogar experiências erradas fora é necessário pra que as boas aconteçam.


quinta-feira, janeiro 08, 2015

Um ponto um

Felicidade:
1 Concurso de circunstâncias que causam ventura.
2 Estado da pessoa feliz.
3 Sorte.
4 Ventura, dita.
5 Bom êxito.
6 a felicidade eterna:  a bem-aventurança.

 Alguns vêem a própria felicidade  como sorte ou, segundo a definição do dicionário Aurélio. Eu, penso que felicidade é o um estado  de espírito,ou seja, depende de quem se fala.

A maioria das pessoas fazem grandes planos em cima de pessoas que muitas  vezes os desapontam e, na minha opinião, é a pior forma de fazer algum investimento de espírito.

Já ouviu falar em amor próprio? Desapego ? Não precisamos de sorte ou de circunstâncias  que nos dêem coragem para exercer esse estado emocional. Precisamos estar bem conosco e aprender o lado positivo das coisas e, não importa a situação: se ponha em primeiro lugar, sinta-se à  vontade e ponha sua opinião. Afinal, democracia é uma forma de felicidade pois, o espírito ao reivindicar liberdade de expressão, precisa de confiança, coragem...

Quando temos dificuldade em caminhar, não teremos qualquer receio de enfrentar os homens. Ele nos garante: “Não tenhais medo, eu venci  o mundo." Pense e reflita: nossa felicidade depende de nós  mesmos. Já dizia Chorão: "felicidade é poder estar, com quem você gosta em algum lugar." E afinal, quando estamos felizes conosco , uma luz irradia todo nosso ser, enchendo-nós de alegria, confiança  e coragem. Então, minha mensagem pro dia oito de janeiro é a seguinte: Confie em si mesmo. Quando tudo for pedra, atire flor. E ao passar pelos outros, transmita paz. O mundo não precisa de negatividade ao seu redor.