Mostrando postagens com marcador miss you. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador miss you. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, dezembro 07, 2016

O texto que nunca chegou

Resultado de imagem para garota andando tumblr
Inspiração Tumbrl

"Miss you". Dizia a mensagem de texto enviada às 17:40 quando dei uma pausa nos estudos e tomei um gole do café frio. É, eu sabia que essa mensagem não haveria resposta. Sua última visualização foi no cancelamento de conta em janeiro, mas ainda sim é como se eu sentisse sua falta nas mesas de almoço de sábado com a família toda reunida, ou das brigas por causa de lugar na hora de comer pizza no sábado à noite. 

Sinto falta das suas tortas no natal, ou ainda de você me pedindo pra tirar uma foto no último natal. Há dois anos. Eu sei que sua estrela está brilhando e nos guiando. Mas, eu venho agradecer, por ter sido carinhosa nos meus 21 anos de vida, pelas caronas sábado de manhã, pelo companheirismo e pela preocupação quando perdemos um membro importante da família. 

Acho que só agora a ficha caiu. Caiu da pior maneira, porque antes de vir aqui escrever esse texto, eu talvez ainda esperasse uma resposta algumas horas depois. Doce e serena você me ensinou a perdoar as pessoas, mesmo que eu ainda tenha um pouco de dificuldade nisso. Você me mostrou que talvez passamos a vida toda procurando algo e que não podemos perder um segundo da nossa. Seize the day. Caso contrário passaremos sem ter aproveitado o minuto mais importante ao lado de quem amamos. 

Peço que te guie todas as noites e que você esteja bem. Lembro-me de uma vez a gente cantando Skank indo pra casa, ainda no início da música dizia: "Olinda ergueu-se em ouro, quando ela trouxe a esse lugar, vida! E a paz reinou... Suave então... Ela me deixou, suave. Era linda a vida quando ela partiu deixou... Saudade." Um pequeno vestígio da nossa última viagem pro nosso cantinho do céu juntinhas. 

"Miss you." Dizia o texto. E então eu exclui e bloqueei a tela na esperança de que você esteja bem, só bem e brilhando.

  

terça-feira, maio 03, 2016

Carta do adeus


Google Images - inspiração 


Olha meu camarada, eu vou te dizer que não é fácil. Na verdade ninguém disse que seria. Nós sabíamos no beco sem saída que estávamos nos metendo quando resolvemos nos olhar de modo diferente. É que aquela conversa gostosa antes de dormir já estava ficando forçada. O assunto não fluía mais. E tinha aquele medo de não conversarmos mais que estava em jogo. A gente já tinha se perdido no caminho e não sabíamos mais como voltar. Todos os dias eu ficava me perguntando e pedindo forças pra ficar remando contra a maré. Mas quer saber? Não resolve. Eu sei que esse papo de gente good vibes parece bobagem, mas olha, o vento trás o que tem que trazer. Eu sei que essa é uma das minhas frases mais ditas nos últimos tempos, mas é como em "let it be". Forçar pra quê? Aproveita a vida e deixa rolar. A situação nunca foi fácil. As desculpas já estavam ficando esfarrapadas e a cada três minutos de música parecia que era alguma indireta pra resolvermos o nosso oito ou oitenta. É que ninguém gosta de situação mal resolvida, mas a vida pede que em algumas situações saibamos dançar conforme a batida e se envolver às vezes se torna inevitável. A pior parte sempre é a despedida. Mas como uma despedida nada comum eu te desejo sorte. Sorte na vida e fé na caminhada. O resto fé em Deus que o que for seu acaba voltando pra você de algum jeito, mas como dizia Luna Lovegood em Harry Potter: "às vezes nem sempre da forma que esperamos..."

Com amor, 
eu!