segunda-feira, maio 30, 2016

Resenha: Os 13 Porquês Jay Asher

Oi galerê, tudo bem? Como é que tá do lado daí? Tudo bem? Aqui na mesma correria de sempre, com mil ideias na cabeça pra postar, mas sem tempo pra por no papel. No último feriado selecionei alguma delas inclusive pra postar na quinta. Cheguei a comentar em um dos tweets, porém eu estava de viagem marcada e fiquei em débito, mais uma vez.

Como prometido (porque como dito promessa aqui é dívida) eu vim conversar sobre o último livro que terminei de ler, que inclusive já entrou em um post de resenha e fiz uma prévia lá no Tumbrl também.

Em primeiro lugar eu quero que vocês estejam com os psicológicos emocionalmente preparados pra quando estiverem nas últimas trinta páginas, porque já adianto que não vai ser nada fácil. Não vou cometer a audácia de dizer o que acontece no final, relaxem. Como eu já contei bastante a  história resumida, nesse post farei minha resenha mais crítica contando detalhadamente.

Quem acompanhou já viu que os principais personagens eram Clay e Hannah Becker e tudo que eu posso adiantar é que Hannah, tomou uns comprimidos e se matou. Mas por quê? Bom, no livro a gente percebe de início que a rotina dela estava pesada. Que ela não se sentia segura em lugar algum, tampouco em sua casa e esse livro não é mais um caso de estupro, embora seja mencionado no decorrer dele, mas o enfoque não é esse.

Hannah, como qualquer outra adolescente, teve várias paixonites, estudava em colégio fazendo o ensino médio, porém não tinha muitos amigos. Como toda adolescente foi vítima de fofoca. E fofoca pesada. Hannah prova o livro todo que são apenas fofocas, busca ajuda com tudo e todos menos com quem estava realmente disposto a estar do lado dela e adivinha quem era? Ah sim, as fitas. As fitas continham 13 histórias. Cada um com um destinatário diferente e como num jogo, quando acabassem de ouvir, teriam de repassar as fitas até que chegasse no último destinatário.

Como eu disse anteriormente, no finalzinho do livro você muda o jeito de pensar nas coisas. Vê que qualquer atitude errada que você toma olhando pro seu próprio umbigo, pode detonar com a vida de outra - e eu não tô só falando da vida de Hannah. No decorrer, várias histórias são contadas e é claro que o livro é só uma ficção. Apesar de cada fita ser destinada a uma pessoa, várias outras estão envolvidas nela. Adivinhem o que aconteceu? Eu não sou nada previsível. Eu terminei de ler o livro num ônibus e desabei em lágrimas hahahahahahah. Leiam gente, por favor. Esse é um livro que com toda certeza T-O-D-O mundo deveria ler.

Sinopse: "Ao voltar da escola, Clay Jensen encontra na porta de casa um misterioso pacote com seu nome. Dentro, ele descobre várias fitas cassetes. O garoto ouve as gravações e se dá conta de que elas foram feitas por Hannah Baker - uma colega de classe e antiga paquera -, que cometeu suicídio duas semanas atrás. Nas fitas, Hannah explica que existem treze motivos que a levaram à decisão de se matar. Clay é um desses motivos. Agora ele precisa ouvir tudo até o fim para descobrir como contribuiu para esse trágico acontecimento."  

E se você gostou e quiser comprar clique aqui.

Beijinhos, beijinhos 
até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário